Sobre alegrias secretas

Os livros mais tristes do mundo estarão a seu dispor e você pode lê-los quando quiser e, de preferência, quando não precisar. De manhã no caminho do trabalho, no raiar de um novo dia cheio de otimismo, um livro triste lhe sacudirá e mostrará, por a+b e parágrafo por parágrafo, que não só a vida não é fácil, como não é nem sequer compreensível.
Livros tristes, se é que podem ser assim definidos, te mostrarão que a vida é mais complicada do que você pensa. E dolorosa. Em um dia bonito de Sol um livro triste te fará sentir frio, assim como em um dia cinza de frio um livro triste certamente te fará ficar com as pernas bambas, tropeçando nas pessoas na entrada do metrô.

Correndo pra não perder o metrô.

Um livro triste, se for dos livros tristes mesmo que estamos falando, te fará terminar a leitura e ter vontade de abraçar o mundo. Chorar por que a sua vida é boa. Fechado o livro a tristeza some, só a alegria fica.

O livro triste acaba. A beleza das coisas tristes permanece.

A Tatiani Lopatiuk descreveu essa sensação
que remete a sentimentos antigos e tão profundos.
Não resisti e trouxe pra cá! 🙂

Anúncios

Diz aí:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s