Garotas & Livros [61]

Eu Li [32] – Desafio Literário 2011.08.02

Desafio Machado de Assis

A ideia de ler o livro vem do Projeto ‘Desafio Literário’, mas acabo embarcando na minha própria ideia/meta de leitura, então este também é meu primeiro livro do:

.

.

.

Quincas Borba
Machado de Assis
L&PM PoKet, 280 páginas

Enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal.Tudo chorando seria monótono,tudo rindo cansativo; mas uma boa distribuição de lágrimas e polcas, soluços e sarabandas,acaba por trazer à alma do mundo a variedade necessária, e faz-se o equilíbrio da vida…
[Capítulo XLV]

Pois Bem! Este era o único Romance da Trilogia Realista de Machado que me faltava! E sabe, não importa a ‘densidade’ dos livros Machadianos a cada nova leitura me divirto ainda mais com com a acidez inspiradora delas.

Quincas Borba não é o protagonista do livro que nomeia! [ =O ] (surpresa, surpresa!) É apenas um velho, filósofo, rico que norteia as desventuras de Rubião, o verdadeiro anfitrião da história. Por ele indaguei, no decorrer do livro, o quão perto pode ficar a grandeza de um homem e o ridículo. Um ser cuja a verdade bastava perante a incredulidade (ou incapacidade) dos demais de lhe entender. Figura excêntrica.
O protagonista Rubião  é  um indivíduo de caráter simples – que beira a ingenuidade – e não parece entender as artimanhas sociais que ‘movem’ o mundo. Acaba agindo sempre pelas circunstâncias e mesmo lutando contra – ou não- acaba engolido pela Vida e  destruído pelos que nela mandam. A essência da bondade tola.

No fim da vida, Quincas Borba acaba tendo como único amigo Rubião  e a ele tenta deixar a mais nobre de suas heranças: a filosofia Humanitista. Acaba, em por menores, também deixando a tutela de um cão que além de carregar seu nome também torna-se seu herdeiro.  Rubião torna-se rico, muda-se de cidade  e toda a essência da história começa a desenvolver-se. A teoria filosófica de Borba é posta a prova , sem querer, por Rubião e ao final da saga vence pela crença de ser a essência humana.

O Romance, em si, é Machado, mais uma vez, mergulhando na insanidade dos pensamentos humanos: construindo personagens com mentes indecifráveis. Mulheres más (?), ou simplesmente perdidas em truques sociais também vêem à tona neste enredo.

Machado acaba se divertindo (ao tratar acidamente) as custas das teorias cientificas que surgiam no seu tempo. ‘Quincas Borba’ (o livro) debocha do positivismo de Comte  e suas teorias sociais, namora com Darwin a cerca da seleção natural  e flerta com  Nietzsche ao falar do Cristianismo. É um livro muitas  interfaces , exige muita perspicácia do leitor…

Ao final, como em quase todo machado que leio, creio que a loucura nos fere e nos mata… mas sem ela não podemos vier! E porque não.. ela é única que nos salva! 🙂
[sim, sim! contaminada pelo pessimismo gostoso do autor!] 

——
Semana passada, em um encontro com os amigos, refletimos sobre isso.
Deixo uma homenagem, dos primeiros capítulos deste livro:

Rubião fitava a enseada […]
Cortejava o passado com o presente.
Que era, há um ano? Professor.
Que é agora? Capitalista.

Nosso destino Amigos! 😉
2 anos.
;** 

.

.

.

Garotas & Livros [60]

Eu Li [31] – Desafio Literário 2011.08.01

Sabe, uma das melhores coisas da literatura é a capacidade de nos divertir. A boa literatura, dentro da minha doce opinião, implica em reflexão sobre o mundo, sim! mas sem perder o dom do encanto. Este livro consegue fazer isso! xD E olha só! é um Clássico! Livros tidos como ‘chatos ‘ (vide minha resenha anterior). Merece então um parabéns duplo! 🙂

O Triste Fim de Policarpo Quaresma.
Lima Barreto
Saraiva, 266 páginas

“Em vários tempos e lugares, a loucura foi considerada sagrada, e deve haver razão nisso no sentimento que se apodera de nós quando, ao vermos um louco desarrazoar, pensamos logo que já não é êle quem fala, é alguém, alguém que vê por êle, interpreta as coisas por ele, está atrás dêle, invisível!…” (começo da segunda parte do livro)

Talvez seja um livro sobre loucura.
A loucura que talvez todos precisamos.
Um Objeto para amar.O Foco verdadeiro em um objetivo.
O personagem que dá título a Obra tem por objeto a Pátria e desenvolve por ela uma afeição única, linda, essencial.
Vive-se e Morre-se pelo ser amado,não é?

Na primeira parte  Lima Barreto narra o surgimento de um intelectual: os livros, a música, os delírios utópicos de transformação social, a busca pelas raízes primordiais da estrutura da nação, o idealismo, o sonho. Nada muito diferente de qualquer estudante, de semestres iniciais, de humanas das universidade públicas brasileiras (talvez de outras, mas só falo em causa própria). Claro que isso trás em si consequências sociais. Afinal, como entender visionários?
Na segunda etapa, após sofrer sansões sociais e ‘curar-se’ da insanidade (seria apenas sonhos seus objetivos?) intelectual, Policarpo acaba projetando uma outra visão para o Brasil:  a Grande pátria existirá fora da grande cidade. Encurrala-se, então, em um interior para tentar novamente mudar a nação. Transtornos à parte o heroico personagem acaba esbarrando em outra grande decepção.
A parte final carrega o teor político e deixa o livro um pouquinho (mais)  cansativo . Todavia é a parte mais interessante da história: O ápice do amadurecimento intelectual e a ingenuidade sempre caminharão lado a lado. E claro, claro… nada fica impune neste país! O posicionamento crítico (ou não) sempre terá efeito sobre nós. Quem nasce idealista leva para túmulo a dor de nunca encontrar alguém para entender seus sonhos.

Sério! rolou identificação com a história! 🙂
E dá até vergonha de ver a transfonação de intelectuais ‘Policarpos’ em outros mais ao estilo de Adauto Novaes e sua Solidão dos Intelectuais! ai! Debruçando sobre política brasileira (e certo meio que frequento, né?) fica tanto a ser aprender com este livro…

Em Tese: Um livro leve, dentro da linguagem do seu tempo (não, não! não vou entrar neste mérito por hoje), contando a história de um sonhador… fazendo críticas ao sistema público de administração, a política de ontem e (porque não?) de hoje. E o fim… bem, haha (clichê) triste (?)! Acho que nem tanto! vale a pena ler pra entender!

Chamo de aprendizado.
🙂

Dos Convites (*)

* Ou sobre a ausência súbita de preferenciais inexistentes

Ele tinha em si o ar arrogante dos que venceram. Havia um direito transpassando seus olhos: o direito de se sobrepor aos que o acompanhavam até ali. Ele tinha no coração a amargura das cicatrizes da luta. Ele tinha o coração despedaçado pelo Amor.
Ele tinha um envelope. A lâmina, o caco. Amolou a língua. Abriu a janela e jogou a sorte sob o vento. Ele conquistara o direito de decidir sua vida. Imolou o sentimento. Sem respostas para as perguntas jamais ditas.

 

Feliz Ano Novo !!

Apenas aos que quero bem.

.

.

.

.

“Se tens um coração de ferro,
Bom proveito.
O meu, fizeram-no de carne,
E sangra todo dia”

José Saramago

Das Reais Companhias


[via]

Garotas & Livros [59]

Das Cartas

Ouvindo isso daqui.

Querida Letícia de 8 anos,

Tanta coisa nova acontecendo na sua vida esse ano, né?
Respira fundo que as coisas são assim mesmo! A tendência da vida é sempre melhorar! A gente tem que esvaziar nossas mãos  algumas vezes pra poder enche-las com as coisas certas, né? A Vida é só uma Grande mão no final.
E você menina! nasceu pra passar por mudanças! Ainda vai ter muitos anos como este pela vida!

Sua irmã é um presente de aniversário do jeito que você pediu a Deus! Ela só vai ser um pouco diferente do que você imagina porque vocês tem idades muito diferentes. Mas com o tempo essas coisas não terão importância.
Acredite: ela será sua única amiga verdadeira durante a Vida! E em determinadas horas vocês só terão uma a outra. Guarde direitinho o coraçãozinho dessa menina. Ela se espelha em você! Não deixe-a carregar o fardo da perfeição! Ela é a caçula, deve (e precisa) ser cuidada como tal.

Nem todos os meninos que você encontrará na vida serão maus! Então você não precisa ser má com você mesma  por eles. Mesmo que seus colegas digam, mesmo que ache que precisa provar algo pra eles. Você pode ficar triste por seguir os conselhos deles depois. Eles vão passar (acredite virão pessoas mais interessantes na sua vida depois),  as coisas que você faz, você leva com você por muito tempo. Um dia você olhará os olhos de um menino bem especial e entenderá que ser diferente vale a pena: por ele.

Falar em Amigos! Tem uma lista de gente que eu gostaria que você evitasse: O magrelo da sétima série. A pseudo-loira da oitava. O Psicopata do primeiro ano. O bonitinho  da  turma da praça. O estranho do terceiro ano. A Bipolar  da faculdade. O Rabugento também. =x Agora o tipinho que você anda hoje… (suspiro!) Só toma cuidado,viu? Por favor!
hehe Mas pensando bem você precisará mesmo conhece-los um dia! Todos proporcionarão momentos bons pra você também! Alguns tipos são tão inevitáveis. Só saiba que eles gostarão de você apesar das falhas que carregam e apesar de você pisar na bola com alguns deles também (difícil acreditar? entendo..)

Tantas coisas que eu gostaria que você soubesse… Mas acho que ia estragar o brilho da vida te impedir de fazer isso (Mesmo achando que se eu te contasse você ia pagar pra vê, né sua teimosa?!). Saiba mesmo que você não precisa ser diferente do que é hoje pras pessoas gostarem de você! Você pode ser quietinha. Você pode amar livros. Você pode ser tímida. Você pode gostar de morar em Goiás . Você pode querer ter 5 cães. Você pode gostar de usar vestido e batom vermelho. Você pode gostar de futebol sem ter que agir como menino ( e não chore pela Copa perdida! Durante a vida você ainda vai ver o Brasil ser um bom time! E a França sempre será a França e você não poderá fazer muito por nosso futebol em relação a ela…). As Pessoas que te amam nem ligam pra isso no final. Em certo momento você vai até pensar que não importa mesmo que determinadas pessoas gostem da gente!

Você pode ficar chateada com também Deus. Ele é forte e consegue entender isso. Além do mais não fica bravo com a gente por causa disso… Mas poxa! Não deixe a chateação  te afastar muito Dele! Ele tem preparado coisas legais pra você é só uma questão de paciência… Mas se você desistir disso tudo, tudo Bem… as coisas na vida são tão surpreendentes quanto suas notas sem estudar! (ei psiu! falar nisso: isso, do estudo, não funcionará a vida toda,viu?) Deus sempre será generoso com você! Isso é tudo que precisará saber!

Você não precisa ser forte o tempo todo. Você pode ser criança porque isso não é pecado. E as coisas não vão ficar mais fáceis só porque você cresceu! (ichiii.. claro que não vão!) Porque não volta a brincar de boneca igual fazia ano passado? Ainda dá tempo… E o Lego? Porque ‘jogou fora’ debaixo da cama?
Estudo não garantirá necessariamente futuro mas sim oportunidade de está com gente legal ao seu lado! Relacionamentos são mais importantes que todas as outras conquistas,viu?
Seus pais terão orgulho de você independente do que fizer. Acredite!

Sabe Lêlê,
um dia quem sabe você não passa em um concurso pra ser professora? 😀
E quem sabe você não muda pra Brasília e não vá ao Rio de Janeiro porque goste? E quem sabe se você gosta de Brasília também e queira viver por lá…

haha é! estou sendo má com você. eu sei… Mas…
Quem sabe, né?
xD

Beijos
Com Carinho,
alguém que sente muito sua falta.


.

.

.

a ideia vi com a Camilla
achei ótima e copiei até a música!
e acho que a gente precisa disso vez por outra…

.

.

Garotas & Livros [58]

A Quiet Read (Uma leitura tranquila)
Óleo Sobre Tela – 1890
Fernand J F Lematte (1850-?)